O que fazer na sua primeira viagem de avião

Descubra tudo o que você precisa saber antes de embarcar em sua primeira aventura pelos ares

Você está se preparando para a sua primeira viagem de avião, mas ainda tem uma série de dúvidas que estão lhe deixando com a pulga atrás da orelha? Não precisa se preocupar, pois, este post foi feito para você.

A seguir estão reunidas as explicações para alguns termos utilizados no dia a dia de quem vai viajar de avião e algumas informações úteis para evitar imprevistos, como o peso máximo da mala, documentos necessários, entre outras. Para descobrir tudo isso, é só continuar lendo.

Bagagem de mão e bagagem despachada

A preparação para a sua primeira viagem de avião começa bem antes da chegada ao aeroporto. E com a ansiedade a mil, é preciso ter cuidado redobrado para não deixar nenhum detalhe passar. Por isso, vamos começar pelas bagagens.

Em uma viagem de avião, existem dois tipos de bagagem, o que difere uma da outra é o tamanho máximo, incluindo medidas da mala e limite de peso a ser carregado. 

Como a bagagem de mão vai com o passageiro dentro do avião, ela possui um limite reduzido para que todos os passageiros possam levar suas malas sem problemas. 

Já a bagagem despachada é aquela que deve ser entregue para os funcionários da companhia aérea no momento do check-in, pois vai transportada no porão do avião. Ela possui limite de peso maior do que o da bagagem de mão.

  • Bagagem de mão: peso máximo 10kg
  • Bagagem despachada: consultar o limite com a própria companhia aérea, pois pode variar

Documentos necessários

Outra dúvida comum a respeito das viagens de avião fica por conta dos documentos necessários para o embarque, e isso depende muito do destino. Em regra, é necessário ter em mãos: 

  • RG e CPF: principais documento de identificação de qualquer brasileiro e, portanto, certamente será exigido em hotéis, entrada de parques e atrações, entre outras situações.
  • Passaporte: documento exigido para a entrada da maioria dos países estrangeiros, pois comprova a cidadania do viajante e a capacidade de poder transitar legalmente entre nações.
  • Visto: um grande número de países estrangeiros só libera a entrada de turistas internacionais mediante uma autorização prévia. Verifique a necessidade de visto para o país que está indo com antecedência. Muitas vezes essas burocracias levam tempo!
  • Comprovante de hospedagem: não é incomum que, ao desembarcar em um país estrangeiro, autoridades estrangeiras solicitem a apresentação de um comprovante de hospedagem – EUA e França são dois exemplos. Portanto, tenha esse documento em mãos.
  • Certificado de vacinação: países como Tailândia, China, Egito, Rússia, entre outros, exigem um comprovante de que o turista está devidamente vacinado contra Febre Amarela.

Sabendo quais são os documentos exigidos, basta se certificar quais deles são necessários especificamente em seu país destino.

Dinheiro em espécie e cartões

Se a sua primeira viagem de avião será rumo a um destino além fronteira, será necessário levar alguma quantia em moedas estrangeiras. Esse dinheiro pode ser levado de algumas formas:

  • Dinheiro em espécie: é importante ter consigo algumas notas para fazer pequenos pagamentos, oferecer gorjeta e estar prevenido para qualquer situação emergencial. Mas levar em espécie todo o dinheiro que será gasto durante a viagem pode ser arriscado.
  • Cartão pré-pago internacional: uma maneira prática e econômica de garantir os pagamentos da viagem. Diferente dos cartões de crédito, não há perigo do valor das compras subir caso haja oscilação posterior da taxa de câmbio.
  • Cartão de crédito: uma alternativa para quem não possui todo o dinheiro necessário antes do embarque.

Check-in

Quando quase tudo estiver pronto, é preciso fazer um procedimento chamado check-in. O check-in serve para confirmar que você vai realmente viajar e a companhia aérea pode manter o seu lugar reservado.

Antigamente, o check-in só podia ser feito no balcão da companhia aérea, o que costumava gerar um grande transtorno devido ao volume de pessoas nas filas. Hoje, para facilitar a vida dos viajantes, há três maneiras de fazê-lo:

  • Online: basta acessar o site da companhia aérea, informar os seus dados pessoais e da passagem, efetuar o check-in e imprimir ou salvar o seu cartão de embarque no smartphone. E se você não tiver mala despachada, não precisa nem passar pelo balcão da companhia aérea depois de chegar no aeroporto, é só ir até o portão de embarque direto.
  • Balcão de embarque: aqui é o jeito mais tradicional de fazer check-in – e também o que normalmente leva mais tempo. Para evitar qualquer imprevisto, é preciso chegar com pelo menos 1 hora de antecedência.
  • Totem (autoatendimento): outra maneira de fazer o seu check-in no aeroporto é por meio das máquinas de autoatendimento. Basta estar com os documentos em mãos e seguir as instruções.

O check-in online normalmente fica disponível no período de 7 dias a 45 minutos antes do voo. Já o check-in no balcão de embarque costuma encerrar 30 minutos antes do horário do voo.

Compras

Você sabia que pode reservar os produtos que quer comprar antes mesmo de embarcar? Acessando o site Duty Free Dufry, você escolhe entre eletrônicos, perfumes, bebidas e vários outros itens, faz a reserva deles e retira no aeroporto, na viagem de ida ou de volta, sem pegar filas.

Assim, dá para usar aquele perfume favorito durante a viagem ou deixar para pegar aquelas garrafas de bebida na volta, depois do desembarque, sem correr o risco de que elas quebrem ou ultrapassem o limite de peso da mala despachada. 

Outra vantagem de reservar produtos é poder pagar carga tributária reduzida, garantir produtos exclusivos e não correr o risco de ficar sem aquele item que você está querendo há tanto tempo.

E aí, gostou das dicas sobre o que fazer na sua primeira viagem de avião? Agora, é só se preparar e aproveitar cada segundo da sua próxima aventura.

Publicado em: 08-04-2020